What are you looking for?
August 05, 2018

Almost 27 years...

Já não tinha tanto e tão pouco para dizer nos meus anos como este ano. Sim, é isso mesmo. Mas antes disso, desculpem toda a ausência durante este mês de julho, mas não deu para mais, ou seja não deu para nada. Para quem me foi acompanhando pelo instagram pôde ir percebendo que não desapareci de vez, mas de vez em quando estas pausas fazem bem, são saudáveis e eu preciso delas. É claro que também sinto falta de vos escrever, sobretudo de contar as novidades, como sempre!! À parte disso, estou prestes a ficar mais velhinha e este foi um dos anos mais importantes que já devem ter passado por mim.

Não foi um sempre mau ou sempre bom. Foi um ano que teve um pouco de tudo e talvez seja por isso que há esta confusão toda. Foi durante este ano que retirei o meu aparelho, finalmente e essa foi uma das metas mais importantes na minha vida durante quase uns bons 20 anos ou perto disso. Voltei a conduzir, finalmente. Aleluia. Era uma coisa que já nem eu mesma suportava. Entre outras decisões que já deviam ter sido tomadas antes e não o foram, consegui tomá-las e seguir com a minha vida em frente, mais focada naquilo que realmente me faz bem e me faz feliz. Porque é assim que tem de ser e não de outra forma. É preciso sermos felizes sozinhos para conseguimos voltar a sermos felizes com alguém.

Apesar de andar ligeiramente "baldas" no que diz respeito ao ginásio, está tudo organizado na minha cabeça e é aí que preciso de ter mesmo organização para conseguir chegar onde quero. Este ano foram muitas as mudanças que quis fazer e que tomei para comigo mesma e felizmente consegui fazer todas. Agora é só criar mais alguns objectivos pós-férias para que tudo fique ainda melhor e continue a atingir os objetivos que vou acrescentando na minha lista. 

Não sei se passa pela idade, se passa pelas experiências que vão sempre fazendo com que as lições vão aparecendo, mas tenho-me tornando uma pessoa mais calma do que era (dentro do possível com o meu sistema nervoso, claro!) e isso tem-me deixado mais feliz com a pessoa que sou hoje em dia. Longe de agradar a todas as pessoas, mas se estiver bem comigo, estarei bem com os outros. 

Por isso, que os 27 cheguem assim muito sossegadinhos, sem pressa, sem chatices e que pelo menos me permitam chegar aos 28 com outras tantas conquistas como as que este ano consegui ter. Se não puderem ser mais, que pelo menos sejam as mesmas. 

Add your comment

@writtenbyjoana

Subscribe for the latest news