Hair update


O último post que fiz sobre o meu cabelo veio muito atrasado, a ausência no blog fez-me ir guardando, guardando e não vos mostrei como ele ficou depois do primeiro momento de salvação. Para quem não viu o post é este. Entretanto passaram-se 7 meses sem mexer na cor no meu cabelo, a única coisa que fiz antes da pandemia foi uma hidratação - coisa que fui aprendendo que com o que tempo é muito importante e que por norma nós não vamos ligando nada, mas a verdade é que a hidratação ajuda a que nosso cabelo possa ir crescendo mais saudável, não se resume apenas a um cabelo mais brilhante e macio, o fio do cabelo também merece ser respeitado e por isso ir nutrindo, sobretudo para quem faz descolorações é como se costuma dizer: vida. O cabelo agradece e nós também se quisermos ter um cabelo comprido! 

Como vos disse passaram-se sete meses sem mexer na cor do cabelo e por isso decidi ir com todos os cuidados no final deste mês de maio e apesar de estar muito receosa, senti-me muito segura ao fazê-lo. Todas as normas foram respeitadas, tanto por mim, como pelo salão onde vou e isso deixou-me mais tranquila. Por mais que goste de cuidar de mim, neste momento gosto de tratar de mim em segurança acima de tudo, caso contrário não iria. 

O resultado final está cada vez mais a ficar como realmente eu queria, mas como tenho um cabelo muito escuro tudo leva o seu tempo e não era possível que o cabelo atingisse alguns tons de um momento para o outro. No último post sobre o cabelo vocês viram que ele estava muito amarelado/alaranjado, não consigo perceber o que se passou ao certo, mas após uma semana ele mudou de cor e eu mudei de cabeleireira. A Inês salvou-o uma primeira vez, e desta vez aperfeiçoou o que já tínhamos começado. Até porque vai sempre ao encontro do meu cabelo, por isso não usou apenas uma técnica, aplicou duas técnicas e fez com que qualquer tom alaranjado desaparecesse de vez do meu cabelo. Não sou pro em termos técnicos, mas vou tentar explicar: fizémos fios muito muito muito fininhos em várias zonas e noutras zonas ripámos o cabelo para que não se notasse tanto na raiz, porque nunca quis ser loira total, longe disso. Sempre quis ir aclarando o rosto porque tinha um cabelo muito escuro e uma pele muito clara, mas iria sempre querer manter a raiz escura, porque também acho que não ficaria bem de outra forma. Estas técnicas também permitem não necessitar de manutenções tão regulares, por isso nem pintei os meus cabelos brancos que depois desta pandemia começam a querer aparecer mais do que deviam! 

Para além deste trabalho de 4h30 sensivelmente, a Inês recomenda-me sempre produtos enquanto vamos conversando sobre as rotinas e eu sou muito bem comportada nesse sentido, o que faz com que neste momento o meu cabelo esteja tão comprido e assim vá continuar. 

O resultado é este:




Só me resta agradecer ao Cabelo & Alma. Por tratar bem do meu cabelo e por receberes as suas clientes super seguras, a limpar permanentemente as coisas e tentando que só exista duas pessoas dentro do espaço. Obrigado mesmo! 

Em breve fala-vos dos produtinhos que tenho usado e que vou acrescentar à rotina após terminar alguns!

Comments

Form for Contact Page (Do not remove)